• contato624743

Por que estudar a Fisiologia do Envelhecimento?

O Envelhecimento é um processo fisiológico caracterizado pela perda progressiva da reserva funcional. As alterações ocorrem nos níveis celular e tissular, resultam no declínio da capacidade adaptativa com o decorrer dos anos e acarretam vulnerabilidade cada vez maior a desfechos adversos, tais como:


- Adoecimento

- Hospitalização

-️ Fragilização

-️ Institucionalização

-️ Morte


Cabe ressaltar que as alterações introduzidas pelo Envelhecimento são mais evidentes em condições de sobrecarga.


É oportuno salientar que, por ser um processo heterogêneo, o Envelhecimento vem a ser encarado como uma experiência pessoal e intransferível, que pode ser bem-sucedida (Senescência) ou marcada pelas afecções que mais comumente acometem os idosos (Senilidade).


Fatores tais como o estilo de vida, o sexo, a etnia, os fatores genéticos, culturais, laborativos, ambientais, socioeconômicos, as crenças e reflexões sobre o próprio Envelhecimento contribuem para a sua heterogeneidade.


Diante de tamanha complexidade, entender as alterações fisiológicas do Envelhecimento possibilita avaliar o idoso com maior precisão, posto que viabiliza:


- Desconstrução de mitos sobre este processo

- A diferenciação entre o normal e o patológico

- A precisão diagnóstica

- Intervir somente quando necessário



Assim sendo, a capacitação de recursos humanos na área de Envelhecimento, dentre outros fatores, engloba o conhecimento das alterações Fisiológicas decorrentes deste processo.


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo