• contato624743

Se você sente dor no cóccix, leia este artigo!



Definida como dor no cóccix, a coccigodinia também é conhecida como coccidínia ou neuralgia coccígea. tem, como fatores de risco, a obesidade, o sexo feminino e alterações anatômicas do cóccix.


O cóccix tem as seguintes funções como inserção de músculos, tendões e ligamentos, dá suporte ao ânus, além de, junto com as tuberosidades isquiáticas, compor a base para a sustentação do peso corporal quando estamos sentados. De um modo geral, a inclinação para trás durante a permanência em posição sentada aumenta a pressão sobre o cóccix. Consequentemente, as seguintes atividades podem desencadear a coccigodinia: sentar, evacuar, relação sexual, começar a levantar a partir da posição sentada, permanecer de pé por período prolongado.


São fatores de risco o sexo feminino e a obesidade. Por outro lado, o rápido emagrecimento também pode ocasionar coccigodinia devido a perda de amortecimento mecânico. Porém, as causas mais comuns são traumas externos, tais como cair sentado, que podem a levar distensão deslocamentos ou fraturas dos segmentos sacrococcígeos; alterações congênitas, por ausência da curvatura anterior; artrite degenerativa da articulação sacrococcígea; tumores (principalmente o cordoma). A coccigodinia pode ser referida a partir de lesões lombossacras e lipoma epissacro. Além disso, pode haver irradiação para a região glútea e ocorrer simultaneamente à lombalgia. Geralmente, a coccigodinia evolui para a resolução espontânea. Entretanto, em alguns casos, a dor pode se tornar crônica e debilitante.

São essenciais para o diagnóstico a sensibilidade à palpação do cóccix. Caso não haja sensibilidade à palpação coccígea, então, a dor é associada à hérnia discal lombossacra ou discopatia degenerativa; dor durante sedestação prolongada ou quando pressão é aplicada sobre o cóccix, tal como quando se senta em um assento duro; dor durante a passagem de sentado para de pé e a melhora dos sintomas com o alívio da pressão durante a permanência em pé ou ao caminhar.


Como se trata a coccigodinia?


O tratamento fisioterapêutico engloba medidas como a correção postural e treinamento dos pacientes quanto a sentar adequadamente para corrigir posturas inadequadas, que possam contribuir para o quadro de dor. Além disso, o uso de recursos como o calor, o frio ou a eletroanalgesia são medidas coadjuvantes eficazes. A reabilitação do assoalho pélvico contribui especialmente nos casos de espasmos musculares associados ou dor ligamentar.


Quando a dor vem de causas não orgânicas, como por exemplo, nos transtornos de somatização, onde alterações emocionais e psíquicas geram reações físicas, a terapia psicanalítica pode ajudar a identificar a causa do problema de modo a possibilitar possíveis mudanças comportamentais, garantindo, assim, saúde mental mais equilibrada e alívio desses sintomas.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo